segunda-feira, 15 de outubro de 2018

World Explorer da companhia Mystic Cruises

Está em construção no Estaleiro WestSea em Viana do Castelo, em Portugal, o navio de passageiros  World Explorer, de 9.300gt, transportará 200 passageiros em sua maioria de suítes com varanda, com algumas cabines infinitas.
A companhia Mystic Cruises, uma divisão da Mystic Invest, de Mário Ferreira, de CEO Mystic Cruises, que entra no setor de cruzeiros de expedição, que tivemos o prazer de conhecer no Seatrade MED 2018, que decorreu no final do mês de Setembro, em Lisboa.
O navio de cruzeiros de expedição MS World Explorer, vai ter seis decks com um teatro / sala de aula, lounge principal, bar de observação, restaurante, biblioteca / sala de mapas, pequeno casino, sala de ginástica, piscina ao ar livre e pista de corrida. Um deck de observação de arco, mudroom e armários para equipamentos de passageiros estão entre os recursos da expedição.
 Quase todas as acomodações são suites com varanda de um padrão de 280 metros quadrados, com suites de topo variando de 387 pés quadrados para 490 pés quadrados, incluindo varanda.
 Foi apresentado uma das cabines do navio no Seatrade Med , uma das vinte e quatro cabines de 'infinidade', com 280 pés quadrados cada, não têm varanda, mas uma parede de vidro de frente para o mar, com a parte superior do vidro pode ser aberta para o ar fresco.

O MS World Explorer tem 126 metros, foi projetado pelo arquiteto naval italiano Giuseppe Tringali e a Rolls-Royce desenvolveu especialmente um sistema de propulsão híbrido com eficiência energética para a construção nova.
A Rolls-Royce assinou um acordo com a WestSea Yard, parte do Grupo Martifer, para equipar um navio de cruzeiro oceânico expedicionário para a companhia de cruzeiros portuguesa Mystic Cruises.
Equipado com tecnologia ambientalmente sustentável e topo de gama desenvolvida pela Rolls-Royce, o MS World Explorer é o primeiro de vários navios a serem construídos pela empresa portuguesa para a sua linha de cruzeiros expedicionários. O design é o resultado de vários anos de estudo e desenvolvimento para criar o equilíbrio perfeito entre luxo, conforto, eficiência e operação amiga do ambiente.
A Rolls-Royce forneceu dois motores principais Bergen, C25: 33L8P e um gerador duplo auxiliar Bergen C25: 33L6P. Estes conectam-se a um Sistema Elétrico de Potência “SAVeCUBE” AFE de Baixa Tensão que permite que os motores operem em velocidades variáveis, maximizando sua eficiência para a potência necessária.
A Rolls-Royce também está fornecendo o sistema de automação e controle, e o sistema de propulsão Promas completo com duas hélices CPP integradas,  com dois lemes de flap, também com engrenagens de direção e propulsores de túnel.
  A velocidade de operação do World Explorer será de 16 nós e o navio terá uma classificação de classe IB de gelo / Polar Classe C.
O navio vai arvorar a bandeira portuguesa, com registo na Madeira e transportar 111 tripulantes internacionais.  A Quark Expeditions fretou o World Explorer para as temporadas 2018/19 e 2019/20 Antarctica, o resto do ano, navegará para a companhia alemã Nicko Cruises, uma empresa de propriedade da Mystic Invest.
Text and images copyrights, Texto e imagens com direitos reservados; Sergio Ferreira-Funchal.

domingo, 14 de outubro de 2018

O majestoso iate de luxo "Fulk Al Salamah"

O magnífico e majestoso iate de luxo "Fulk Al Salamah", é um iate de luxo maior que o "Al Said" do mesmo proprietário o Sultão de Omã, foi construído na Itália no estaleiro Mariotti, em Génova em 2016.
Podemos ver nestas seguintes imagens a construção do mega iate de luxo "Fulk Al Salamah", em Genóva,  na passagem do blog Sergio@Cruises, em 2014 nos estaleiro Mariotti, em Génova na Itália.
O iate de luxo "Fulk Al Salamah" ,  tem 159 metros é um gigante iate e um dos maiores iates do mundo, sem dúvida que marca pela diferença, pelo seu design inovadores e diferentes de outros iates de luxo.
Text and images copyrights; Texto e imagens com direitos reservados; Sergio Ferreira-Funchal.

sábado, 13 de outubro de 2018

Iate de luxo Al Said do Sultão de Omã

O mega iate " Al Said" é um dos maiores superáveis iates de luxo do mundo, especialmente medido em volume, foi construído nos estaleiros da empresa Lürssen Yachts, Holanda. Tem capacidade para acomodar 65 pessoas e 140 tripulantes, projectado por Espen Oeino,  inclui a bordo uma sala de concertos, que pode acomodar uma orquestra de 50 músicos.
Iate privado gigante  mega iate "Royal Yacht Al Said", está localizado no Porto Sultan Qaboos, perto de Muscat, sempre que navega é escoltado pela Marinha de Omã,   propriedade do sultão Qaboos bin Said Al Said de Omã.
Para ver os dois mega iates de luxo do Sultão juntos em http://sergiocruises.blogspot.com/2018/04/mega-iates-de-luxo-al-said-e-o-fulk-al.html
Text and images copyrights; Texto e imagens com direitos reservados; Sergio Ferreira-Funchal.

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

MSC Seaview em La Valletta, Malta

O gigante navio de cruzeiros Seaview da companhia MSC Cruises, está hoje de regresso ao porto de La Valletta na ilha de Malta, nas suas habituais viagens de 8 dias pelo Mediterrâneo Ocidental.
  
O MSC Seaview teve a entrada na porto de La Valletta pelas 7h, com a sua proveniência do porto de Messina na ilha da Sicília na Itália e tem agendada a sua saída pelas 17h, com destino ao porto de Barcelona, Espanha.
Text and images copyrights; Texto e imagens com direitos reservados; Sergio Ferreira-Funchal.


quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Farol de S. Jorge, na ilha da Madeira

​O farol de S. Jorge fica situado na Ponta de S. Jorge na costa norte da Ilha da Madeira. Foi projetado em 1948 vindo a entrar em funcionamento em 12 de abril de 1959.
A sua estrutura é composta de uma torre cilíndrica com nervuras e edifício anexo. Possui uma altura de 14 metros e uma altitude de 271 metros.
Inicialmente foi equipado com uma ótica dióptrica em tambor, de 3ª ordem, grande modelo (500mm distância focal), sendo a fonte luminosa a incandescência a gás.
Em 1962, o farol foi ligado à rede eléctrica de distribuição públic, a fonte luminosa utilizada até aí, foi substituída por um novo equipamento misto gás/electricidade. 
O farol foi automatizado em 1986 com o sistema SIRIUS ficando a fonte luminosa com lâmpadas de 12V 50W de halogéneo.  No ano de 1995 sofreu nova remodelação, sendo instalado o sistema APCL-10 com lâmpadas de halogéneo de 12V 100W que lhe conferem um alcance luminoso de 15 milhas.
Image copyrights; Imagens com direitos reservados; Sergio Ferreira-Funchal.