terça-feira, 31 de agosto de 2010

Minerva em Leixões

O pequeno navio de cruzeiros Minerva, da companhia britânica Swan Hellenic Cruises escalou ontem o porto de Leixões.
(©) Images and Text Copyrights; Imagens e Texto com direitos: José Modesto, Leixões.

Porto de Toulon, França

O porto de Toulon é o principal porto da marinha francesa, e os principais pontos turísticos são justamente o porto e a cidade antiga. Actualmente este ano muitas das companhias que operam no Mediterrâneo, estão a escalar o porto de Toulon, sendo uma nova opção de escala no Mediterrâneo como acontece com a MSC Cruzeiros, que colocou este ano o navio MSC Lirica a efectuar escalas este Verão, como a Royal Caribbean Cruise Line com o Navigator of the Seas a escalar semanalmente. Toulon é uma cidade no sul da França e um grande porto militar na costa mediterrânica, com uma importante base naval francesa. Localizada na região de Provença-Alpes-Côte d'Azur, Toulon é a capital do departamento do Var, na antiga província de Provença. A cidade de Toulon é um importante centro de construção naval, pesca, vinificação, e fabricação de equipamentos aeronáuticos, armamentos, mapas, papel, tabaco, impressão, calçados e equipamentos eletrônicos. Toulon é o principal centro naval na costa mediterrânica da França, "casa" do porta-aviões da Marinha francesa Charles De Gaulle e de seu grupo de batalha. A Frota do Mediterrâneo francesa tem como base Toulon. Durante muito tempo, Toulon era aquela cidade por onde as pessoas passavam quando iam de Bandol para St-Tropez. Esta cidade provençal tem também seu lado doce: ruas medievais com clima da época, uma cultura culinária influenciada enormemente pela comunidade norte-africana e praias excelentes. A leste, na rue Zola está a Cathédrale Ste-Marie, construída entre os séculos 11 e 17. Hoje, um padre de Toulon é responsável pela restauração das capelas antigas e pelas obras de arte de Puget. O Musée du Vieux Toulon, perto do grande mercado, documenta a história da cidade em imagens. A 592 metros acima da cidade, o Mont Faron é iluminado à noite. A vista durante o trajecto é espetacular, e para os que sofrem com a altura há uma estrada, que comemora a libertação da Provence em 1944, além de ter também um pequeno zoológico .
A Plage du Mourillon é a maior de Toulon, com uma faixa boa de areia branca e tem também o lindo Fort St-Louis (1514) ao fundo. Por ali também há casas coloridas antigas, ruas estreitas e praças cheias de lojinhas, cafés e restaurantes.
(©) Images and Text Copyrights; Imagens e Texto com direitos: Armindo Costa, Toulon, França.

L`Arsenal de Toulon, França

A cidade de Toulon, na França foi escolhida como o local para a instalação duma base naval. A história do Arsenal de Toulon e a cidade são inseparáveis, porque de uma interdependência natural, que continua a fornecer a defesa nacional e desenvolvimento económico na região. Este lugar é a origem de uma cidade industrial e comercial, conhecida na época romana sob o nome de Telo Martius. Toulon gradualmente emerge do seu papel no porto de pesca para o do Porto da guerra. Em 1595, a cidade se tornou uma fortaleza. Em 1599, uma decisão tomada pelo Parlamento de Provence 30 de junho, uma parte desta terra é "destinado a ser utilizado na construção civil, fabricando navios e construção de um arsenal." Em 1666, Toulon é designado para se tornar o grande porto naval no Levante, em certo sentido, a contrapartida de Rochefort, que controla o Oceano Atlântico, na rota do açúcar. França tenta novamente para afirmar seu poder marítimo. Toulon é central para estes desafios estratégicos e sua marca como operações baseadas em porta remota. O arsenal é, portanto, a maior empresa de Toulon. Em 1783, havia 4.000 trabalhadores. O arsenal ao entrar na era industrial, disparou o número de empregados aumentou entre 1830 e 1850, 3000-5000 trabalhadores. Na segunda Guerra, os bombardeamentos e sabotagem dos aliados e alemães reduziu a cinzas o arsenal de Toulon. Em 1939, o Arsenal teve uma área de 300 ha, dos quais 50 foram construídos. Desde 1991, a Escola do comissário da Marinha foi juntado pela Escola de Administração da Marinha, antigamente em Cherbourg, para formar o Grupo de Escolas de Oficiais. Hoje, o arsenal de Toulon é o primeiro porto francês militar. Se estende por 252 hectares, abriga a acção da Força Naval, que representam mais de metade da tonelagem da frota em serviço. Para o futuro, a Marinha está a preparar a defesa do século vigésimo primeiro hospedando fragatas Stealth, como La Fayette e do porta-aviões Charles de Gaulle. Desde 1989, o desenvolvimento das relações internacionais . O fim da Guerra Fria ajuda a reorientar a estratégia naval francesa. Assim, o arsenal encontrado o seu papel como um importante porto naval no Levante - o defendido pela Richelieu - e expedições, mas desta vez em uma articulação e multinacionais. A base militar é dividida em quatro zonas principais, cada um com seu próprio acesso ao mar. De leste a oeste, estes são: Castigneau; Malbousquet; Missiessy; Milhaud. O primeiro tem duas entradas principais: próximo ao porto civil. Para o extremo oeste nos municípios de La Seyne-sur-Mer e Ollioules é a base militar está em contato com o porto comercial de Brégaillon, ligados às redes nacionais e regionais para o fornecimento de munições de artilharia e outros suprimentos. O arsenal du Mourillon, ao lado da enseada, está directamente acessível através do arsenal norte, que abrigava uma base de submarinos até 1945. O arsenal do Sul é acessado pelo slipway pequeno de Le Mourillon ao lado do agora desaparecido torpedo fábrica. As instalações navais do porto de Toulon é, do Oriente ao Ocidente: O cais de honra é usado para abrigar navios estrangeiros, ou navios de grande porte. Tradicionalmente, este cais foi utilizado para homenagear os navios distintos, colocando-os à vista do porto comercial. As quatro docas secas estão aptas para reparos em embarcações de médio e grande porte. A doca Vaudan é usado como um ancoradouro para pequenas embarcações (de apoio mergulhador, a guerra de minas, rebocadores, barcos de patrulha) e navios mais velhos. O cais Missiessy e a ponte cais Malbousquet, são o porto de submarinos nucleares de ataque. O cais está equipado com tecto móvel, que cobrem os submarinos nucleares, quando o seu equipamento está sendo reformado. Estes cais também incluir um número de docas secas. (©) Images and Text Copyrights; Imagens e Texto com direitos: Armindo Costa, Toulon, França.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Cruzeiros no Porto de Barcelona

O porto de Barcelona continua a ser actualmente o maior porto de cruzeiros do Mediterrâneo. Hoje mostramos imagens do dia 14 de Agosto de 2010, das escalas dos navios Noordam da companhia, Holland America Line, O Costa Mediterranea da Costa Cruises, o Celebrity Century da Celebrity Cruises e o Sovereign da Pullmantur Cruises. Também fica registado a entrada do ferry Cruise Barcelona, na rota Roma - Barcelona da Grimaldi Ferries.

(©) Images and Text Copyrights; Imagens e Texto com direitos: Armindo Costa, Barcelona.

Clássicos da Opel desembarcaram no Volcan de Tijarafe

Parte da rotineira actividade do porto do Funchal, Segunda-Feira é dia da escala do ferry espanhol Volcan de Tijarafe, oriundo de Portimão.
Para além do usual desembarque de veículos e atrelados alimentares e claro, de passageiros, hoje fora do habitual desembarcaram alguns carros clássicos da Opel, no âmbito do 4º passeio Opel Clássico que este ano decorre na Ilha da Madeira.
As viaturas embarcaram ontem em Portimão, numa iniciativa que arrancou no passado Sábado e que termina próximo Domingo em Portimão, após o eventual embarque das viaturas no ferry Sábado de manhã no Funchal.
Para mais informações sobre o programa deste evento clique AQUI.
Fotos: © João Abreu.

domingo, 29 de agosto de 2010

Saudações maritimas dos navios do Grupo Sousa

Aconteceu hoje nos mares da Ilha da Madeira, o encontro de dois navios do grupo Sousa em alto mar, o novo navio porta-contentores Funchalense 5 da companhia ENM e o ferry Lobo Marinho da Porto Santo Line. Tudo aconteceu pelas 15h40, quando o ferry Lobo Marinho, estava a efectuar a rota Porto Santo - Funchal e o porta contentores Madeirense 5, na segunda viagem Leixões-Caniçal, aguardava permição para a entrada no Caniçal, desde as 13h o que levou a tomar rumo a Santa Cruz( frente ao Aeroporto). Pelas 15h40, vindo do Porto Santo, o Lobo Marinho rumou em direcção do novo porta-contentores do Grupo Sousa, logo começou a saudar com vários apitos e passando muito perto da sua popa. Logo depois o Funchalense 5 respondeu de imediato numa "festa de apitos" entre os dois navios, sendo o primeiro encontro destes dois navios do Grupo Sousa em alto mar. O novo porta-contentores Funchalense 5, foi adquirido pela Empresa de Navegação Madeirense, foi inaugurado na tarde de 17 de Agosto atracado ao molhe de Porto Santo. O Funchalense 5 é um navio novo construído no estaleiro Cassens Werft, em Emden na Alemanha.
(©) Images and Text Copyrights; Imagens e Texto com direitos: Sergio Ferreira, Funchal.

sábado, 28 de agosto de 2010

Carnival Magic foi colocado na água Monfalcone,Itália

Ontem, no estaleiro da Fincantieri Monfalcone, em Itália houve o lançamento à àgua do "Carnival Magic", o novo navio porta-estandarte da Carnival Cruise Lines. A entrega está agendada para a Primavera de 2011. O lançamento foi marcado pela cerimônia da moeda habitual "uma tradição de trazer uma boa sorte do navio em que um dólar de prata, foi colocado no convés do navio. A madrinha do navio foi Laura Buttignon que trabalhou para o estaleiro trinta e cinco anos. Está a pesar 130.000 toneladas de arqueação bruta, para um comprimento de 306 metros com um feixe de 37m, o "Carnival Magic" é o navio irmão do "Carnival Dream", que estaleiro Monfalcone entregou há um ano. Isto significa que a construção do "Carnival Magic", nos estaleiros Fincantieri voltam a construir o maior navio de passageiros da história da construção naval italiana. Em comparação com a irmã do "Carnival Dream" terá um maior número de cabines um total de 1845. Ao longo dos próximos meses o "Carnival Magic" será equipado com os mais elevados padrões de conforto e preparados para oferecer seus passageiros uma grande variedade de entretenimento, como bares, restaurantes, teatros, lojas e centros de bem-estar. Desde 1990, os estaleiros Fincantieri, em Itália já tiveram em construção 55 navios de cruzeiro e ainda têm mais 10 navios em construção ou programados para serem construídos nos estaleiros Fincantieri. Já foi eleito o capitão Giovanni Cutugno, para comandar o Carnival Magic cuja carreira se estendeu marítima mais de três décadas, foi nomeado comandante do mais novo navio da Carnival Cruise Lines, de 130.000 toneladas. Carnival Magic marca o quarto navio da Carnival novo que o marinheiro muito experiente introduziu. Ele foi o capitão durante a estação inaugural do Carnival Inspiration, em 1996, Carnival Spirit, em 2001, e Carnival Valor, em 2004. Sob o comando do Capitão Cutugno, a Carnival Magic vai estrear com uma série de sete para cruzeiros de 12 dias pelo Mediterrâneo a partir de 1 maio - 16 outubro de 2011. Na sequência de um transatlântico de 16 dias, o navio vai lançar cruzeiros durante o ano todo serviço do Caraíbas de sete dias de Galveston a 14 novembro de 2011. Images and news Carnival Cruise Line.