segunda-feira, 30 de junho de 2008

O ferry "Theofilos" encalha na Grécia

Foto/Photo: Sergio Ferreira in Athens, Greece at 06.09.2005

No sábado 28.06.2008, o ferry grego "Theofilos", construído em 1975(Ex. Nils Holgersson(1975-1984), Abel Tasman (1984-1994) e Pollux (1994-1995), encalhou num recife ao largo da pequena ilha de Oinousses, no qual causou uma longa abertura no fundo do casco do navio. Um dos seus compartimentos de água foram inundados e mesmo assim o navio navegou até ao porto da ilha de Oinousses, com os 475 passageiros que se encontravam a bordo, no qual foram evacuados de imediato logo à chegada ao porto. Há relatos de pequenas quantidades de poluição, mas isso parece estar principalmente controlado. O navio "Theofilos " encontra-se a operar pela companhia NEL Lines, da Grécia e agora permanece no porto da ilha de Oinousses, onde agora as inspecções verificam os estragos no navio e realizam os reparos ao casco necessários para que o navio possa navegar para uma doca seca, no prazo de cinco dias. Este navio já passou pela Ilha da Madeira, no fim de ano 1977, sendo o primeiro navio de cruzeiros de nacionalidade germânica a atracar no Cais Norte, do porto do Funchal.
Foto/Photo: Sergio Ferreira in Athens, Greece at 06.09.2005
Theofilos runs aground !! On Saturday the Theofilos (Former Abel Tasman) ran aground on a reef off the small island of Oinousses (about 10 nm off Chios Island causing a 20 meatier long slash in her hull. One of her water tight compartments were flooded but it was contained to that section, she re floated her self and sailed the port on Oinousses where her 475 passengers were evacuated. There are reports of small amounts of pollution but it seems to be mostly contained. The Theofilos remains in Oinousses for now where inspections and temporary repairs are being carried out and she is expected to sail to a dry-dock within five days.
Texto/Text copyright: Mitchell Bruce, Australia. Fotos/Photos copyright: Sergio Ferreira, Funchal.

"La Palma", o navio "Correillo".

O "La Palma" foi construído por W. Harkerss & Son Ltd.., Middlesbrough, nº de construção 192. O seu lançamento teve lugar no dia 15 de Fevereiro de 1912 (mesmo ano do naufrágio do Titanic). Terminada a sua construção a 10 de Abril saiu no dia 16 comandado pelo Capitão D. Aurelio del Arco, e após uma escala em Bremen chegou a Las Palmas, em 24. Navio misto de passageiros-carga, casco de aço, 2 pavimentos, 1 hélice. Comprimento 61,0m, largura 9,14m, pontal 5,97m, 3,63m de calado, 693 GT. Máquina tripla com expansão de 700 hp. Velocidade 11 nós. Capacidade para 190 passageiros em três classes. Em Outubro de 1958 foram concluídos os trabalhos de modernização. Foram instalados queimadores a fuelóleo com o que se conseguiu maior economia e mais velocidade. Navegando como "correillo"* entre as ilhas Canárias desde 1913 até o dia 16 de Março de 1976, quando estava no porto de Arrecife sofreu uma grave avaria numa das suas caldeiras. No dia seguinte, chegou a Las Palmas. Desde então, já estava agendada a sua saída de serviço, e tendo em conta os elevados custos envolvidos na reparação das caldeiras, ficou atracado em Las Palmas, até se decidir sobre o seu futuro. Em 13 de Março de 1986 a reboque do “Tamarán”, entrou no porto de Santa Cruz de Tenerife para ser restaurado. Desde então, manteve-se em doca seca e esquecido durante 22 anos. Em 14 de Junho foi "lançado" novamente e levado para a doca Norte com todas as honras. Criou-se uma fundação, a fim de completar o seu restauro, do casco e máquinas. Pendente está a substituição da máquina por uma diesel/eléctrica, uma vez que está em bom estado. Nesta fase termina o período de restauro do mobiliário. Pensa-se destiná-lo a museu marítimo e salas de aula para as gerações futuras, mantendo esta jóia preservada e resgatada de uma morte certa.
(*) Correillo, nome que é dado nas Canárias a estes pequenos vapores inter-ilhas, em contraste com os vapores (correios), serviço que se fazia entre a península (Cádiz e Barcelona).
Versão Portuguesa/Portuguese version, copyright: Ricardo Génova, Sergio Ferreira e Antonio Sáez.
rsión Español

El “La Palma” fue construido por W. Harkerss & Son Ltd., en Míddlesbrough, número de construcción: 192. Su botadura tuvo lugar el 15 de Febrero de 1912 (mismo año del hundimiento Titanic). Terminado el 10 de Abril salió el 16 al mando del Capitán D. Aurelio del Arco y tras una escala en Bremen llegó a Las Palmas el 24.
Barco mixto de pasaje-carga, de casco de acero, 2 cubiertas, 1 hélice. Eslora= 61,0 mts., Manga 9,14 mts., Puntal 5,97 mts., Calado 3,63mts, GT 693. Máquina de triple expansión de 700 hp. Velocidad 11 nudos. Capacidad para 190 pasajeros en tres clases.
En Octubre de 1958 se terminaron los trabajos de modernización. Entonces se le instalaron quemadores de fuel-oil con lo que se consiguió mayor economía y algo más de velocidad.
Navegó como “correillo” (*) por las islas desde 1913 hasta que el 16 de Marzo de 1976, cuando se encontraba en el puerto de Arrecife sufrió una grave avería en una de sus calderas. Al día siguiente llegó a Las Palmas. Dado que ya por aquel entonces estaba prevista su próxima retirada del servicio y teniendo en cuenta el alto coste que suponía la reparación de la caldera, acabó amarrado al muelle de Las Palmas en espera de lo que se decidiera en cuanto a su futuro.
El 13 de Marzo de 1986 y a remolque del "Tamarán", entró en el puerto de Santa Cruz de Tenerife para ser restaurado. Desde entonces ha permanecido en el varadero olvidado y languideciendo ¡22 años¡
El día 14 de Junio fue “botado” nuevamente y trasladado al muelle Norte con toda clase de honores.
Se ha creado una fundación con el objeto de terminar su restauración. El casco, y y maquinaria (pendiente sustituir por una diesel/eléctrica), están en buenas condiciones y en este momento se termina el mobiliario de época. Se piensa destinar a museo y aula marítima para futuras generaciones, manteniendo esta joya rescatada.
(*) correillo, nombre que se le daba en Canarias a estos pequeños vapores interinsulares, en contraste con los vapores (correos) que hacían el servicio con la península (Cádiz y Barcelona) principalmente.

Texto/Text copyright: Ricardo Génova e Antonio Sáez. Fotos/Photos copyright: Manuel González e Antonio Sáez.

domingo, 29 de junho de 2008

"EURODAM" em Roterdão, para o baptismo.

Hoje pelas 08:00h o novo navio " Eurodam", da Holland America Line , entrou em Hook, em direcção a Roterdão, para iniciar as comerações do baptismo do navio de bandeira Holandesa. Na terça-feira 01-07-08, o navio vai ser oficialmente nomeado pela rainha da Holanda. Em 02-07-08 às 16:00h, o navio vai rumar novamente para Hamburgo e Escandinávia num cruzeiro ao Norte da Europa, para o seu cruzeiro inaugural. Em anexo algumas fotos do navio de passagem para Roterdão, onde se encontra a sede da companhia Holland America Line.
Texto e imagens /Text and images copyright Robert, from Holland.
At 08:00 the Eurodam, Holland America's latest addition to it's fleet entered at Hook of Holland inbound for Rotterdam.On Tuesday 01-07-08 the vessel will be officially named by HM the Queeen.On 02-07-08 at 16:00 she'll depart again for Hamburg and Scandinavia.Attached a few pictures on het maiden passage to Rotterdam.
Texto e imagens /Text and images copyright Robert, from Holland.
Vanmorgen om 8 uur kwam het nieuwste schip van de Holland Amerika Lijn, de Eurodam, op haar eerste reis binnen bij Hoek van Holland.In Rotterdam zal het schip dinsdag a.s. door HM de Koningin worden gedoopt.Op woensdag vertrekt het schip om 16:00 naar Hamburg en Scandinavie.Bijgaand wat foto's die zijn gemaakt terwijl het schip onderweg was naar Rotterdam.
Texto e imagens /Text and images copyright Robert, from Holland.
Ship:Eurodam
Company: Holland America Line
Registry: Rotterdam, The Netherlands
Gross Tonnage:86,700
Length:935 ft. (285 meters)
Operating Speed:v 23.9 knots
Passenger Decks:11
Lower Beds:2,104
Crew:929

sábado, 28 de junho de 2008

Navio "Évora" em Cacilhas.

O pequeno navio "Évora" encontra-se hoje atracado em Cacilhas. Um verdadeiro encanto este navio! Tem 36,53m de comprimento, 8,04m de boca, e um calado de 1,8m. Este navio Português, de 282t de arqueação bruta, foi construído com chapas recicladas dos tanques da I Grande Guerra Mundial, numa época em que o aço escasseava, pela empresa Alemã Krupp, nos estaleiros KIEL (GermaniaWerft). Foi comprado pela CP (Comboios de Portugal), em 1931, ano de construção, para fazer a ligação fluvial entre o Terreiro do Paço e a estação ferroviária do Barreiro. Foi o primeiro navio a Diesel a operar em Portugal. Durante mais de 50 anos efectuou esta ligação, sendo depois votado ao abandono no Seixal, durante mais de 10 anos. Em 2004 foi objecto de uma remodelação, mudou de cores, foram retirados alguns bancos, e a capacidade de passageiros passou de 350, originalmente, para 240. Ainda conserva as chapas originais de construção. Actualmente navega na baía de Setúbal e no rio Sado em cruzeiros diários temáticos de turn-around, pela empresa que salvou esta beleza raríssima de uma sucata, a Turisbuilding, S.A. .

Fotos e texto/ Photos and text copyright, Ricardo Martins, Lisboa.

"Costa Deliziosa" é o novo navio "Costa Crociere" para 2010

O novo navio da Costa Cruises, será lançado no mês de Março de 2010 e irá chamar-se "Costa Deliziosa". O navio terá 92.700 toneladas, 265 metros de comprimento, com 1130 alojamentos interiores e exteriores, 772 serão com varanda . Será um gêmeo do navio "Costa Luminosa", que será entregue em Abril do próximo ano de 2009. A colocação da quilha do navio "Costa Deliziosa", será assente no próximo dia 3 de Julho de 2008, nos estaleiros Fincantieri - Cantieri Navali Italiani S.p.A (Itália). Ambos os navios serão construídos com um custo total de mais de 800 milhões de euros. Sendo este, um investimento no qual a Costa Cruises, tem por objectivo a expansão da sua frota, que neste programa inclui a adição de um terceiro navio, além do " Costa Pacifica", que irá abandonar o estaleiro de Génova-Sestri Ponente, na Primavera de 2009, juntamente com o "Costa Luminosa" em Abril de 2009. Em 2010, a frota Costa Cruises terá 15 navios de cruzeiro, com bandeira Italiana.
Texto/Text copyright Sérgio Ferreira.
Imagens/images Costa Crociere.

"Volcán de Tijarafe" e Mega-iate "Outback" de passagem pelo Funchal

O ferry "Volcan de Tijarafe" de passagem pelo Funchal, vindo de Las Palmas pelas 8h30 e a rumar a Portimão pelas 10h30. Tem o seu regresso à Madeira, vindo de Portimão na Segunda-Feira, pelas 10h30. Também de passagem pelo porto do Funchal, está o mega-iate "Outback" que escalou pelo inicio da tarde, para abastecimento de combustivel e zarpou pelas 21h00 cruzando com a chegada do ferry "Lobo Marinho", da sua rota diária Madeira-Porto Santo.
Texto e imagens /Text and images copyright Sérgio Ferreira.

sexta-feira, 27 de junho de 2008

"Aurora" em visita ao Funchal


O navio "Aurora" da companhia P&O Cruises, atracou no Funchal pelas 08h00, com 1800 passageiros a bordo. Vindo do Porto de Las Palmas, Canárias e com destino pelas 16h00, ao porto de Southampton, Reino Unido terminando o cruzeiro pelas Ilhas Atlânticas.
Texto e imagens /Text and images copyright Sérgio Ferreira e Marco Andrade, Funchal.

video

video Marco Andrade, Funchal

quinta-feira, 26 de junho de 2008

GTS Finnjet chegou à sucata em Alang,India.

O navio GTS Finnjet foi um cruiseferry, construído em 1977 nos estaleiros da Wärtsilä (agora Aker Finnyards, com a construção nº. 407), em Helsínquia, na Finlândia e entregue à Enso-Gutzeit para servir a sua filial Finnlines. O navio foi construído especificamente para a rota entre Helsínquia, na Finlândia, e a Alemanha Ocidental, para a companhia Travemünde-Finnlines. No momento da sua entrega o Finnjet foi o mais rápido, mais longo e maior car ferry no mundo, e o único alimentado por turbinas a gás. O navio ainda é o mais rápido ferry convencional, gravado com uma velocidade máxima de 33,5 nós. O GTS Finnjet manteve-se fora de serviço desde 2005. Estabeleceu-se em Baton Rouge, Freeport e Génova. Embora o navio tenha sido comprado pelo Club Cruises, do Reino Unido, em Novembro de 2007 e rebatizado GTS Da Vinci, em Janeiro de 2008, para a reconversão em navio de cruzeiro, este foi vendido para a sucata em Maio de 2008 e logo após a venda o navio foi renomeado GTS Kingdom, para a sua viagem com destino final à sucata em Alang, na Índia.
Imagem/image DHIRAJ SINGH , India.

AURORA no porto de Tenerife

No dia 25 de Junho, o navio Aurora, da P&O Cruises, atracou no porto de Tenerife, vindo de Vigo, Espanha. O navio efectuará amanhã escala no porto do Funchal, Madeira vindo de Las Palmas, Canárias onde se encontra-se atracado hoje. O navio chegou pela manhã, com mais de 30 minutos de atraso, devido a saída dos ferries e à entrada de um porta contentores. O Aurora teve de esperar na entrada do porto, para a saída dos navios, o mais conhecido, o navio da Naviera Armas, o ferry Volcán de Tijarafe, com rumo a Las Palmas, e a saída do navio Fred Olsen Express, da Fred Olsen, com a com rumo até Agaete (Gran Canária). O paquete Aurora ainda teve de esperar mais, devido à entrada do cargueiro CTE Beatriz, que se deslocava para a doca de contentores. (bacia do Oriente). Por último, o navio da P&O Cruises entrou na Sul Dock onde ficou até zarpar por volta das 18h00. O navio saíu rumo a Las Palmas. Foi necessário o rebocador, devido ao forte vento que estava na saída do porto, a manobra teve de ser invertida, puxando à ré, e efectuada a manobra dentro do porto para o navio sair de proa, para facilitar a saída do piloto.

Texto e imagens /Text and images copyright Antonio Sáez, TENERIFE.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Memórias do último grande transatlântico...da Linea "C"

O disco da orquestra do navio "Eugénio C", do maestro Aldo Corsi, que chegou a trabalhar no navio, nos anos 70 e 80 na companhia Costa Armatori SpA . Os grandes transatlânticos, tinham as suas grandes orquestras a bordo, até mesmo tocavam na saídas dos portos, pois hoje em dia perdeu-se um pouco desses grandes momentos que eram vividos a bordo. Hoje em dia existem algumas orquestras completas a bordo, mas só tocam nas grandes festas e espectáculos a bordo, mas nenhuma com a música dedicada ao próprio navio. Este disco pertence à coleção Sergio@Cruises, e numa das mudanças foi encontrado novamente...andava perdido no tempo, mas não na história marítima! Este disco antigo do navio "Eugénio C", tem 12 músicas Italianas, com a última em especial a música dedicada ao próprio navio "Eugénio C", que efectuou grandes viagem pelo Mundo. É o último grande transatlântico da companhia Costa Armatori SpA, sendo o último projecto de Nicolò Costanzi, que no desenho da quilha aplicou ideias elaboradas com inspiração nas ondas. Foi um navio inovador na época dos anos 60, sendo encomendado aos estaleiros Cantieri Riuniti Dell Adriatico em MONFALCONE, Itália e foi lançado à água em 21 de Novembro, de 1964 e entregue à "Linea C" a 22 de Agosto de 1966. A sua viagem inaugural foi uma viagem transatlântica de Génova, Itália para Buenos Aires na Argentina. Tinha uma notável velocidade de 27 nós, encurtando a travessia do Atlântico consideravelmente. Acomodava 178 passageiros em primeira classe, 356 em segunda classe e 1102 em classe turística. O navio "Eugénio Costa", foi vendido pela Costa Cruises aos estaleiros Bremen Vulkan, em troca para o navio Costa Victoria que se encontrava em construção. A empresa Britânica, Lowline Shipping adquiriu o navio em 1998. Posteriormente foi fretado para a Direct Cruises, do Reino Unido, com o nome de Edinburgh Castle e em 2000 foi fretado à Premier Cruises. O navio passou a chamar-se Big Red Boat II , não tendo uma longa vida de cruzeiros na Premier Cruises pois esta entrou em falência em Setembro de 2000. Em 2005 o navio foi vendido para sucata, em Alang, na India.
Texto e imagens /Text and images copyright Sérgio Ferreira.

terça-feira, 24 de junho de 2008

Hr. Ms. Johan de Witt na Eclusa.

Encontra-se atracado no cais denominado Eclusa, o recente navio anfíbio LPD (Landing Platform Dock), Holandês, Hr. MS Johan de Witt. Este navio foi baptizado em Maio de 2006 e entrou ao serviço em Julho de 2007. E ainda está em vias de ficar totalmente operacional uma vez que até meados de 2008 está em fase de exercícios. Tem 16680 toneladas, 162,2m de comprimento, 25m de boca e 5,9m de calado. No seu hangar pode acomodar até quatro helicópteros EH-101, e possui espaço para dois helicópetros aterrarem simultaneamente no heliporto. Está equipado com hospital e preparado para fazer evacuações de tropas ou civis em caso de catástrofe.

Fotos e texto/Photos and text copyright: Ricardo Martins.

Queen Mary 2, Costa Europa e Norwegian Jade juntos no Tejo.

Os navios Queen Mary 2 e Costa Europa deixaram hoje, ao mesmo tempo o rio Tejo. Um magnífico momento, sendo que o navio Costa Europa vinha do Cais de Santa Apolónia e colocou-se a bombordo do Queen Mary 2, que acabava de sair do cais de Alcântara, mas devido ao estreitamento do rio (canal de navegação) o Costa Europa acabou por ficar novamente posicionado à ré do Queen Mary 2 e assim finalizar a sua saída do rio Tejo. O navio Queen Mary 2 tem precedência de Hamburgo e destino a Nápoles, o Costa Europa, vem de Alicante e vai para Cádiz.



Navios Queen Mary 2, Costa Europa e o Ferry-boat Eborense em primeiro plano.
De passagem por Lisboa esteve também o navio Norwegian Jade (ex-Pride of Hawaii), com 294m e capacidade para 2466 passageiros. Pertence à Norwegian Cruise Line, e é proveniente de Gibraltar e com destino a Vigo.

Fotos e textos/ Photos and texts copyright: Ricardo Martins, Lisboa.

"Volcán de Tijarafe" em Portimão, no dia 22-06-2008

Foto do navio "Volcán de Tijarafe" da Naviera Armas, atracado em Portimão no domingo dia 22-06-2008.

Foto e texto/Photo and text copyright: Paulo e Luís Lapa, Portimão.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Boa viagem Amigo Jimmy the Sailor!

Após a saída do navio transatlântico Queen Elizabeth 2, do porto de Lisboa, seguiu também viagem o nosso Amigo Jimmy the Sailor. Aqui fica o registo da sua partida, no navio Galp Marine, na primeira vez que o fotografei. Esta é uma "prenda" pela sua contribuição ao blog!
Boa viagem Amigo, desconheçemos o destino mas presume-se que seja Sines.

Foto e texto copyrights: Ricardo Martins, Lisboa.